História da Caipirinha

O Brasil é um país cheio de colorido e cultura, mas quando se pergunta para alguém de fora o que a pessoa lembra quando ouve o nome de nosso país a pessoa responderá “Caipirinha, Futebol e Carnaval”.

Já é um senso comum pensar no Brasil e nessa bebida que tradicionalmente leva em sua composição limão, cachaça, gelo e açúcar, mas que pode ter diversas variações com frutas e outras bebidas.

Uma bebida tão famosa tem uma porção de histórias que tentam explicar a sua origem. Porém, uma dessas histórias se destaca como uma das mais plausíveis e vamos contar para vocês.

A História da Caipirinha

No interior de São Paulo, por volta do ano de 1918, uma receita foi criada a partir da receita de xarope para a gripe espanhola. Essa receita levava limão, alho e mel e em diversos casos um pouco de cachaça. Isso porque antigamente as pessoas colocavam um pouco de álcool nos medicamentos para acelerar o seu efeito.

Num belo dia, alguém decidiu eliminar dessa receita o alho e o mel e colocar umas colheres de açúcar para diminuir um pouco a acidez do limão. Nascia então a famosa Caipirinha.

A Composição da Caipirinha

A criatividade do brasileiro é bastante grande e mesmo os clássicos ganham novas versões com o passar do tempo. Não foi diferente com essa bebida, que passou a ganhar novos ingredientes em sua composição dos tradicionais limão, cachaça, gelo e açúcar.

Muitos bares passaram a combinar a bebida com frutas como maracujá, morango, kiwi e muitas outras opções. Além disso, também é bastante comum ver versões de caipirinha com outras bebidas, como a vodka e o vinho.

Além dessas opções de bebidas mais tradicionais, também é possível encontrar versões que levam bebidas como saquê, por exemplo. Quanto mais diversidade puder ter as bebida, melhor é a combinação. A dica é experimentar todas as infinitas opções para descobrir a sua favorita.

Veja também